Sete armadores terão manifestado interesse em explorar uma nova ligação ro/pax entre o Continente e a Região Autónoma da Madeira. A abertura das propostas está agendada para o próximo dia 30.

Naviera Armas - Madeira

“Neste momento, temos o processo, consultámos os armadores, através da Secretaria de Estado, e no dia 30 vamos abrir as propostas que resultam dessa consulta relativamente à operação marítima, para depois tomarmos uma decisão em consonância” com o Governo Central, afirmou o presidente do Governo da Madeira, no decurso de um encontro com empresários, na cidade de Machico.

Miguel Albuquerque adiantou que o governo regional e o da República avaliarão, “em função das propostas que forem apresentadas pelos armadores, as que são viáveis e quais as condições para viabilizar a operação”.

“Seja qual for a solução, vamos encontrar a possibilidade de restabelecer a ligação marítima à Madeira”, garantiu

A empresa espanhola Naviera Armas lançou, a 14 de Junho de 2008, uma linha marítima entre a Madeira e Portimão, pondo assim termo a 23 anos de ausência de ligações marítimas de passageiros entre o Continente e a região autónoma.  O serviço foi interrompido em Janeiro de 2012, justificando os responsáveis a decisão com os elevados custos das taxas portuárias.

Enquanto durou, a operação da Naviera Armas foi bem aceite pelo mercado (ao ponto de deixar saudades) mas esteve envolta em várias polémicas, desde logo por os navios movimentarem cargas no porto do Funchal (quando os demais operadores foram deslocados para o Caniçal).

Comments are closed.