Na semana em que se iniciaram as obras de aumento de capacidade da linha do Sena, a Rio Tinto de Moçambique anunciou a compra de mais locomotivas e vagões para escoar o carvão de Tete.

As obras de modernização da linha, numa extensão de 575 quilómetros, deverão ficar concluídas em Fevereiro de 2015. Nessa altura, a infra-estrutura estará capaz de suportar a circulação diária de 10-11 comboios com seis locomotivas e 100 vagões. Actualmente, apenas podem circular composições de 42 vagões (com duas locomotivas).

Com isso, a capacidade anual da linha do Sena passará dos actuais 6,5 milhões de toneladas para a casa dos 20 milhões de toneladas.

Também para poder escoar mais carvão, a Rio Tinto de Moçambique adquiriu quatro locomotivas e 110 vagões. As duas primeiras locomotivas e a totalidade dos vagões já estão a operar. As restantes duas máquinas são esperadas em Novembro.

Carlos Galego, director da cadeia de carvão da Rio Tinto, disse, citado pela imprensa local, que “estes novos meios circulantes visam acompanhar os melhoramentos que estão a ser introduzidos na linha de Sena”.

A linha do Sena é utilizada pela Rio Tinto e pela Vale para escoarem o carvão de Tete até ao porto da Beira.

Comments are closed.