Nos dois primeiros meses, o movimento de contentores nos principais portos do Continente atingiu um máximo de 381 698 TEU, mais 4,5% do que há um ano. Em Fevereiro, Lisboa liderou o crescimento, a subir 16,1%.

Porto de Lisboa

Sines continua a liderar, de muito longe, com 191 052 TEU movimentados, metade do total nacional, e a crescer ainda 7,2% em termos homólogos. Segue-se-lhe Leixões, com 95 040 TEU mas a perder 7,3%. Lisboa, ao invés, avança 13,6% até aos 75 346 TEU.

Setúbal também continua a crescer, embora a um ritmo mais lento: 5,7% nos dois primeiros meses do ano para 16 737 TEU.

Entre os portos mais pequenos, enquanto a Figueira da Foz ganha 50% e totaliza 3 413 TEU, Viana do Castelo afunda 64,4% e contabiliza 21 TEU apenas. Aveiro não movimenta contentores.

Em Fevereiro, os sete portos considerados no relatório do IMT movimentaram 180 806 TEU (mais 1,4% em termos homólogos), destacando-se o ganho de 16,1% de Lisboa (35 503 TEU) e as perdas de 10% de Leixões (47 372) e de 14,4% de Setúbal (7 206).

Sines ainda cresceu 4,1% para os 89 163 TEU. Ao passo que a Figueira da Foz avançou 56,2% (1 553 TEU) e Viana do Castelo ficou praticamente a zeros.

 

 

Comments are closed.