O terminal de contentores de Alcântara, no porto de Lisboa, movimentou no ano findo menos 25% de contentores que em 2015, de acordo com os dados divulgados pela Eurogate, parceira da Yilport na concessão da Liscont.

Maersk Line - Lisboa

Em 2016, o terminal da Liscont movimentou 154 959 TEU, número que contrasta com os 207 317 TEU registados no exercício anterior. Em 2014, o terminal de Alcântara processou 196 360 TEU.

A quebra verificada é, naturalmente, justificada pelo impacte da greve dos trabalhadores portuários de Lisboa, que levou ao cancelamento de muitas escalas e mesmo à saída de alguns armadores, que penalizou sobretudo o terminal de Âlcantara, e que a paz social entretanto alcançada não permitiu ainda reverter.

Grupo Eurogate cresce 0,4%

Em termos globais, o grupo Eurogate movimentou no ano passado 14,6 milhões de TEU, o que representou um crescimento homólogo de 0,4%.

Em casa, na Alemanha, o grupo movimentou os mesmos 8,2 milhões de TEU de 2015. Em Itália, cresceu 4,6% e superou os cinco milhões de TEU. Em Marrocos (Tanger) recuou 8,4% para 1.1 milhões de TEU e na Rússia cedeu 4,3% para 82 mil TEU. O grupo Eurogate engloba 11 terminais.

Os resultados de 2016 são considerados satisfatórios pelo grupo germânico (com o  primeiro semestre a prometer mais e a segunda metade do ano a evidenciar a turbulência no sector). Para 2017, o sentimento é de optimismo face às mexidas que resultarão do arranque das novas mega-alianças.

 

Comments are closed.