No primeiro semestre do ano corrente, a Lisnave reparou mais navios, para mais clientes, de mais geografias que no período homólogo de 2015.

Lisnave

De acordo com a informação disponibilizada pela empresa, entre Janeiro e Junho foram 53 os navios reparados nos estaleiros da Mitrena (Setúbal), mais um do que na primeira metade de 2014.

No total, foram 39 os clientes (37 há um ano), de 19 países (16 até Junho de 2014) a confiar os seus navios aos cuidados dos técnicos portugueses. Grécia e Singapura foram os mercados mais representados, seguindo-se a Alemanha e o Reino Unido.

Apesar da diversificação da carteira de clientes, muitos são os que reincidem no recurso à Lisnave, destacando-se entre eles a Tsakos Columbia Shipmanagement (Grécia), a Teekay Marine (Singapura), a Navigator Gas (Reino Unido), a ER Schiffarht (Alemanha), o Grupo Grimaldi (Itália) ou a Petróleos da Venezuela.

Os petroleiros continuam a fazer o grosso das reparações, mas entre os trabalhos realizados também se contam porta-contentores, dragas ou barcaças

Para as próximas semanas já estão agendadas intervenções em mais 11 navios (três dos quais da Grimaldi), acrescenta a companhia.

No ano passado, a Lisnave intervencionou um total de 92 navios (dos quais 67 petroleiros), de 52 clientes, de 21 países (com destaque para Singapura e Grécia).

Em 2014, a empresa realizou um volume de vendas de 85,67 milhões de euros, dos quais 98% corresponderam a exportações. O resultado líquido ascendeu a 6,47 milhões de euros, dos quais 1,2 milhões acabaram distribuídos pelos trabalhadores.

 

Comments are closed.