Um documento oficial do governo britânico, revelado no domingo pelo “Sunday Times”, prevê um caos mais ou menos generalizado em caso de “hard Brexit”.

Escassez de alimentos, medicamentos e combustível, aumento drástico nos gastos sociais, colapso em portos e aeroportos e o regresso de uma fronteira física entre as duas Irlandas são algumas das consequências antecipadas no documento, em caso de um Brexit sem acordo.

O aviso do documento é simples: não será ainda o pior cenário possível, mas o mais provável se o Reino Unido sair da UE em 31 de Outubro sem acordo.

O ministro responsável pelos preparativos para uma saída sem acordo, Michael Gove, colocou, entretanto, “água na fervura”. Referiu o governante britânico que esses documentos mostram apenas “o pior cenário possível”, relativizando o que foi noticiado pelo “Sunday Times”.

Gove indicou que o planeamento para evitar aquele cenário de caos ganhou força nas últimas três semanas. Por outro lado, um dirigente do Departamento de Energia e Indústria afirmou, num programa da televisão britânica, que “há muito alarmismo” e pessoas que pretendem causar medo.

 

 

Tags:

Comments are closed.