O Terminal de Contentores de Ferrol, controlado pela TCL, está na R.P. China em busca de navios e cargas para o arranque das operações, previsto para o próximo ano.

Lopo Feijó, presidente executivo da concessionária do terminal de contentores de Leixões e da Ferrol Container Terminal (FCT), que detém o futuro terminal de Ferrol, integra uma missão empresarial à Ásia promovida pela Xunta da Galiza.

De acordo com a imprensa especializada do país vizinho, Lopo Feijó e o presidente do porto de Ferrol – San Cibrao avistaram-se com os responsáveis do porto de Ningbo, na sequência do interesse manifestado por aquele porto chinês em utilizar Ferrol como porta de entrada na Europa.

O porto de Ningbo movimenta mais de dez milhões de TEU/ano, em resultado de um crescimento impressionante nos últimos anos.

A missão comercial do porto de Ferrol está também a tentar atrair para o porto empresas logísticas e industriais chinesas, o que em última análise beneficiará também o movimento de contentores no novo terminal.

A TCL, através da Ferrol Container Terminal, ganhou a concessão, por 35 anos, do terminal de contentores que está a ser construído no porto exterior de Ferrol.

O início das operações deverá acontecer já em 2012, com a concessionária a investir cerca de 16 milhões de euros na primeira fase do terminal. Estarão disponíveis 500 metros de cais com fundos de -20 metros e um terrapleno de seis hectares. Entre os equipamentos previstos destacam-se dois pórticos de cais capazes de operar navios de mais de 9 000 TEU, com um alcance de até 18 filas de contentores.

Ou seja, já em 2012, o novo terminal de Ferrol estará apto a operar os maiores navios porta-contentores, que hoje apenas têm Sines e o Terminal XXI como opção na costa atlântica da Península.

Nessa primeira fase, o tráfego previsto rondará os 50 mil TEU/ano.

A segunda fase do terminal de Ferrol iniciar-se em 2015, para quando está prevista a ligação à rede ferroviária espanhola. A infra-estrutura ocupará então uma área de 29 hectares, dispondo de uma frente de cais de 780 metros (extensível até aos 1 460 metros). A capacidade instalada chegará ao milhão de TEU/ano.

O investimento total da TCL / FTC no novo terminal rondará os 90 milhões de euros.

Comments are closed.