O governo de Angola vai lançar novo concurso público internacional para a concessão do Terminal Multiusos do porto de Luanda, de acordo com um Despacho Presidencial.

A decisão resulta da rescisão do contrato de concessão acordado com uma empresa alegadamente controlada por próximos do anterior presidente angolano. O Serviço de Recuperação de Activos da Procuradoria Geral da República anunciou em finais de Julho a recuperação dos terminais dos portos de Luanda e do Lobito que estavam sob gestão da Soportos – Transporte e Descarga, S.A..

O terminal multiusos de Luanda tem uma frente de cais de 610 metros e fundos de -12,5 metros. Ocupando uma área de 81 070 metros quadrados, tem capacidade para movimentar 2, 6 milhões de toneladas/ano..

O anterior contrato de concessão era válido por 20 anos,

O despacho presidencial agora publicado delega no ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, competência para a prática dos actos subsequentes correspondentes ao procedimento para o concurso até a adjudicação do contrato de concessão.

Comments are closed.