A Lufthansa decidiu adiar por pelo menos dois anos o investimento no novo centro de carga área de Frankfurt, foi hoje anunciado.

Lufthansa Cargo Centre

A medida é justificada pela necessidade de fortalecer os rácios financeiros do grupo germânico e com a constatação de que a actual plataforma (com as medidas entretanto introduzidas) terá ainda capacidade de resposta por vários anos.

Ainda assim, a Lufthansa reafirma o empenho do grupo em continuar a implementação do programa “Lufthansa Cargo 2020”, de que o novo cargo centre é uma peça-chave: a companhia já dispõe de cinco cargueiros B777, a modernização das TI no handling deverá ficar concluída este ano, a parceria com a ANA nas rotas entre o Japão e a Europa está operacional e prosseguem os esforços de implementação do e-freight e de fortalecimento do hub de Frankfurt, é dito no comunicado emitido a propósito.

No ano passado a Lufthansa Cargo atingiu um lucro operacional de 100 milhões de euros (mais 26% que em 2013) e as perspectivas para o exercício corrente são de melhorar ainda.

Avaliado em cerca de mil milhões de euros, o investimento na nova plataforma da Lufthansa Cargo na Cargo City de Frankfurt já foi várias vezes adiado. Nomeadamente, no final de 2011, na altura por causa da proibição dos voos nocturnos.

Mesmo sem o novo centro de carga, a Lufthansa prevê investir este ano 2,9 mil milhões de euros e 2,5 mil milhões em 2016 e 2017.

Comments are closed.