A Lufthansa Cargo registou perdas operacionais de 68 milhões de euros no segundo trimestre de 2015, o que compara com os 20 milhões de lucros alcançados no período homólogo do ano passado.

Lufthansa Cargo

As receitas da empresa cresceram 2,6%, para 593 milhões de euros, e a carga transportada subiu 1,8%, para 412 mil toneladas. O tráfego, expresso em receitas por toneladas/quilómetros cresceu 1,4%, mas a capacidade aumentou 5,5%, o que resultou numa descida de 2,6 pontos percentuais da taxa de ocupação, para 65,7%.

O comunicado da companhia alemã justifica as perdas operacionais com a deterioração das condições de mercado. “A ligeira recuperação que se registou no fim de 2014 manteve-se na primeira metade de 2015. A procura nos mercados globais de transporte aéreo de carga cresceu no primeiro trimestre de 2015, mas perdeu força no segundo trimestre”, refere.

“A concorrência nos mercados globais de transporte aéreo de carga permanece intensa. As companhias, sobretudo do Médio Oriente e da Turquia, estão a aumentar a capacidade de carga devido aos muitos aviões de passageiros novos que recebem. Perante estas condições de mercado, a Lufthansa Cargo mantém o foco na qualidade e na gestão da flexibilidade”, continua a nota, na qual a companhia alemã esclarece que está a avaliar “de forma cuidadosa” a tendência crescente das companhias praticarem tarifas “tudo incluído”.

Comments are closed.