Companhia germânica já reactivou toda a frota de cargueiros MD-11 imobilizada durante a recessão.

Nos primeiros nove meses do ano, a Lufthansa Cargo transportou 1,3 milhões de toneladas de carga, 19,4% mais do que no período homólogo de 2009, anunciou a companhia. Medida em toneladas-km, a actividade entre Janeiro e Setembro aumentou 22,8%.

Uma vez que no mesmo período a oferta de capacidade apenas subiu 5,9%, a taxa de utilização da capacidade de carga, ou “load factor” melhorou quase 10%, fixando-se nos 71,1%.

O objectivo para o final do ano é continuar a crescer no quarto trimestre, avançou o presidente da companhia, Carsten Spohr, em comunicado. A partir de Novembro a Lufthansa Cargo já poderá contar com a totalidade da sua frota de 18 MD-11 cargueiros. O último dos aparelhos imobilizados no deserto da Califórnia foi reactivado no final de Setembro.

Há poucos dias apenas, a Lufthansa Cargo anunciou o reforço da sua oferta para o Japão, a partir de Novembro, com 12 ligações semanais, sendo sete entre Frankfurt e Tóquio e cinco entre Frankfurt e Osaka.

Os resultados financeiros do terceiro trimestre e dos primeiros nove meses da companhia serão anunciados no próximo dia 28.

Os comentários estão encerrados.