A Lufthansa lucrou 55 milhões de euros em 2014, menos 82,4% que em 2013. A culpa é em boa parte das greves dos pilotos, diz a companhia.

Os lucros anunciados para 2014 ficam longe dos 313 milhões de euros registados em 2013 e mais longe ainda dos 1,2 mil milhões de euros de 2012.

A companhia justifica a quebra sobretudo com os prejuízos resultantes das oito greves de pilotos verificadas desde Março. Terão sido 232 milhões de euros, dos quais 62 milhões só em Novembro e Dezembro.

O agravamento dos encargos com os fundos de pensões e as perdas com os instrumentos financeiros de cobertura de risco de alta do preço do combustível (que baixou…) também deram uma ajuda na redução dos lucros.

A Lufthansa terá fechado 2014 com um resultado operacional de 954 milhões de euros, abaixo do objectivo de mil milhões mas acima dos 699 milhões de 2013. O volume de receitas terá ficado estável nos 30 mil milhões de euros.

A companhia alemã apresentará os resultados do exercício no próximo dia 12de Março. Certo é que, desta feita, não haverá distribuição de dividendos aos accionistas.

Tags:

Comments are closed.