Dentro de dois anos, a frota da Luís Simões será constituída em 95% por veículos Euro V. Para isso muito contribuirá a encomenda de 230 viaturas colocada junto da DAF.

O negócio, avaliado em 13,5 milhões de euros, compreende a compra de cerca de 170 tractores e seis dezenas de camiões entre as 12 e as 19 toneladas de peso bruto, adiantou ao TRANSPORTES & NEGÓCIOS Dalila Tavares, directora ibérica de Produção de Transportes da Luís Simões.

Os veículos “entrarão na frota no biénio 2011/2012” e destinam-se “quer à frota da empresa em Portugal, quer à frota da empresa em Espanha”, acrescentou a mesma responsável.

Actualmente metade da frota da Luís Simões é constituída por veículos Euro III. A outra metade é composta por unidades Euro IV (4%) e Euro V (46%). Dentro de dois anos, o panorama será substancialmente diferente, com 95% da Euro V e apenas 5% de Euro III.

A idade média da frota é de 2,5 anos, obedecendo a política de renovação do parque ao imperativo “cinco anos ou um milhão de quilómetros”.

Esta não é a primeira vez que a Luís Simões coloca uma mega-encomenda junto da DAF. Desta feita, a escolha incidiu em veículos Euro V com caixa automatizada, que permitem a redução das emissões poluentes mas também dos consumos.

“Além de contribuir para a sustentabilidade ambiental, a renovação da frota desempenha um papel primordial na melhoria da segurança rodoviária, tanto para os nossos motoristas, como para os condutores das vias rodoviárias em geral”, rematou a directora ibérica de Produção de Transportes.

Comments are closed.