A Luís Simões anunciou a duplicação da área de armazenamento de mercadorias em regime suspensivo de impostos no seu centro de operações logísticas (COL) de Azuqueca de Henares, nas proximidades de Madrid.

A autorização para a expansão do depósito fiscal foi concedida pela Delegação Regional de Guadalajara. O COL de Azuqueca de Henares está vocacionado para a recepção, armazenamento e distribuição de vinho e bebidas fermentadas, produtos intermédios, bebidas derivadas e cervejas.

Tal como cá, o Depósito Fiscal em Espanha permite aos clientes armazenar os seus produtos pagando os impostos relativos a essas mercadorias apenas quando elas entram no circuito comercial. Esta é uma vantagem importante, particularmente no caso de bens como as bebidas, sujeitos a impostos especiais de consumo.

A Luís Simões detém, desde 2010, as credenciais do Código de Actividades e Estabelecimentos (de Espanha) e desde 2011 que é Expedidor Registado.

Em comunicado emitido a propósito, Vítor Enes, director geral de logística ibérica da Luís Simões disse que “a logística de bebidas é uma área core para a Luís Simões e o nosso objectivo é ser um activo estratégico na cadeia de abastecimento ibérica”.

 

Comments are closed.