Com o Projecto Securitech, a Luís Simões centralizou todos os sistemas de segurança das suas instalações numa única plataforma.

Luís Simões

“Na Luis Simões apostamos na tecnologia mais avançada nos nossos sistemas de segurança. A implementação deste projecto permite-nos melhorar a segurança face a elementos internos e externos à empresa, oferecendo um melhor serviço aos nossos clientes, bem como uma poupança de custos a médio e longo prazo”, afirma, citado num comunicado de imprensa, o director de segurança da Luis Simões, Gustavo Sánchez.

O departamento de segurança da empresa portuguesa de transportes e logística foi responsável por liderar, coordenar e desenhar este projecto, com o apoio do departamento de sistemas de informação e o suporte externo do departamento de engenharia da Mobotix, empresa de tecnologias IP (que conjuga voz e dados) de videovigilância.

Através do controlo centralizado de todos os sistemas de segurança, nomeadamente CCTV, contra incêndios e anti-intrusão e integração dos sistemas de controlo de acesso electrónico, o operador logístico defende que vai levar a cabo uma gestão mais eficaz, dotando-os com o mesmo grau de importância.

A gestão centralizada da Controlo Tower supõe, de acordo com a empresa, “uma melhoria directa, tanto em agilidade como em eficácia, da resposta facilitada ante qualquer incidência de segurança, o que permite melhorar o serviço oferecido aos clientes”.

Além disso, este novo protocolo de actuação permitirá estabelecer uma tecnologia de segurança global para todos os armazéns da Luís Simões, bem como implementar a tecnologia IP nos seus centros logísticos

Do mesmo modo, a nova estrutura do departamento favorecerá a obtenção de dados fiáveis através de auditorias das cargas e dos dados de stock dos seus armazéns.

Comments are closed.