Ainda a digerir a Hamburg Süd, a Maersk Line admite fazer mais compras “selectivas” para continuar a crescer, depois de ter registado lucros de 521 milhões de dólares em 2017.

O ano passado foi de intensa actividade de M&A no grupo Maersk, envolvendo negócios de 14 mil milhões de dólares. Só a Maersk Line esteve envolvida na compra da Hamburg Süd e na venda da Mercosul. Mas não deverá ficar por aqui. Na apresentação dos resultados anuais, hoje, foi dito que o crescimento continuará a ser feito por via orgânica e mediante aquisições selectivas.

A propósito da Hamburg Süd, os responsáveis da Maersk garantem que a integração está a progredir bem, prevendo-se sinergias de 350-400 milhões de dólares já em 2019.

Regresso aos lucros

A Maersk Line fechou 2017 com um lucro de 521 milhões de dólares, que contrasta com as perdas de 384 milhões de dólares do exercício anterior. E o resultado poderia ter sido ainda melhor, mas o ciberataque de que a Maersk Line (e a APM Terminals) foi vítima terá custado 350-400 milhões de dólares.

O volume de negócios cresceu 14,9% e chegou aos 23,8 mil milhões de dólares.

No ano passado, a Maersk Line transportou 10,7 milhões de FEU. Uma subida global de 3%, que foi de 2,4% nos serviços Leste-Oeste, de 2,2% no Norte-Sul e de 7,3% no intra-regional.

O preço médio dos fretes subiu 11,7% para 2 005 dólares/FEU, destacando-se o mercado Leste-Oeste onde a subida chegou aos 19,3%.

Os custos unitários avançaram 4,9% e tocaram os 2 079 dólares/FEU. Resultado da subida de 43% no preço médio do bunker e do aumento da oferta de capacidade.

Frota cresceu 10%

Ao longo de 2017, a Maersk Line recebeu cinco dos 11 navios Triple-E de segunda geração e quatro dos nove navios de 15 200 TEU encomendados em 2015.

No final do ano, a frota da companhia contava 676 navios, entre próprios e fretados, com uma capacidade agregada de 3,56 milhões de TEU, 10% mais do que no termo de 2016.

No quarto trimestre, a companhia dinamarquesa exerceu a opção por mais dois navios de 15 200 TEU, prevendo a sua entrega para 2019. A carteira de encomendas da Maersk Line soma 20 unidades, num total de 255 mil TEU.

 

Os comentários estão encerrados.