A Maersk Line contratou o fretamento de 13 novos navios feeder de 2 200 TEU e descartou, de novo, a encomenda de novos “gigantes” antes de 2020.

Os 13 navios feeder destinam-se às operações intra-Ásia da Sealand. Com entregas previstas a partir do final de 2020, princípio de 2021, substituirão navios mais antigos, fretados ou propriedade do grupo Maersk.

Os 13 navios serão construídos em três diferentes estaleiros: cinco no Jiangang Yard (China), cinco no Imabari Yard (Japão) e os restantes três no Zhoushan Changhong Yard (China).

Apesar de mais esta encomenda, a Maersk mantém o afirmado na apresentação dos resultados de 2018. Ou seja, que não colocará novas encomendas de grandes navios antes de 2020, no mínimo, e que o objectivo é manter a capacidade da frota nos 4 milhões de TEU.

 

Comments are closed.