A Maersk Line encomendou ao estaleiro sul-coreano Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME) 11 navios Triple-E de segunda geração, de 19 630 TEU.

Triple-E

O contrato, avaliado em 1,8 mil milhões de dólares (1,63 mil milhões de euros), prevê ainda opção para seis mais navios. O que poderá elevar o negócio para a casa dos 2,8 mil milhões de dólares.

Os 11 navios , com 400 metros de comprimento, 58,6 metros de largura e 16,5 metros de calado, juntar-se-ão à frota da Maersk Line entre Abril de 2017 e Maio de 2018 e serão os maiores da frota da companhia sediada em Copenhaga. As embarcações irão navegar com bandeira dinamarquesa nas rotas Ásia-Europa.

“Estou muito feliz com esta encomenda. Estes navios vão ajudar-nos a manter a competitividade na rota Ásia-Europa e serão essenciais na nossa estratégia para crescermos com o mercado. É a segunda encomenda que fazemos este ano e esperamos encomendar mais navios, que poderemos incluir na nossa frota de 2017 em diante”, afirma o CEO da Maersk Line, Soren Toft, citado pela assessoria de imprensa.

Os 11 navios de 20 000 TEU agora contratualizados com a DSME são, com efeito, a segunda encomenda que a companhia dinamarquesa faz em 2015, depois de, no início do ano, ter encomendado sete navios de 3 600 TEU. Ambos os negócios estão incluídos num plano de investimento de 15 mil milhões de dólares (13,6 mil milhões de euros) a cinco anos em novos navios e melhoramentos de outros já em frota, em contentores e outros equipamentos.

 

Comments are closed.