A Maersk Container Industry anunciou que irá encerrar a fábrica de contentores refrigerados de San António, no Chile. A companhia dinamarquesa concentrará a produção em Qingdao, no Nordeste da China.

A Maersk Container Industry anunciou que irá encerrar a fábrica de contentores refrigerados de San António, no Chile. A companhia dinamarquesa concentrará a produção em Qingdao, no Nordeste da China.

A fábrica chilena tem apenas três anos de existência e dá emprego a 1 209 pessoas. A Maersk admite, em comunicado, que o mercado de contentores reefer tem sido afectado pelo excesso de capacidade.

“Após uma análise cuidadosa, concluímos que a consolidação das actividades numa fábrica proporcionará uma melhor utilização da capacidade e uma estrutura de custos mais simples. Isso, por sua vez, permitir-nos-á servir melhor os nossos clientes e focar-nos na inovação, respondendo à crescente procura por tecnologia de contentores refrigerados”, afirmou, citado em comunicado, o CEO da Maersk Container Industry, Sean Fitzgerald.

“A dura realidade é que, para sermos competitivos hoje, precisamos de adaptar as nossas operações constantemente. Factores fundamentais de mercado mudaram e, portanto, devemos crescer com o mercado”, acrescentou.

A Maersk tem uma outra fábrica de contentores na China.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.