A Maersk assinou com a Syngenta um contrato para optimizar a cadeia de abastecimento e reduzir o impacto ambiental das actividades de logística e transporte do gigante agro-químico.

A Maersk acaba de dar mais um passo no seu caminho para tornar-se um operador de logística integrado. O contrato com a Syngenta inclui a gestão de fornecimentos, tecnologias, infra-estruturas e relações com outros fornecedores de logística, com o objectivo de desenvolver uma cadeia de abastecimento.

A componente ambiental do trabalho a desenvolver será importante, dado que a multinacional agro-química tem como meta reduzir as emissões de poluentes geradas ao longo de sua cadeia de abastecimento em 50% 2030.

Com este contrato, a Maersk assume-se, na prática, com um operador 4PL, cada vez mais longe, portanto, da matriz de transportador marítimo de contentores.

Tags:

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*