Com a integração da  Hamburg Süd, a Maersk passa a controlar uma quota de mercado de 19,4%, em termos de capacidade, de acordo com os cálculos da Alphaliner.

Maersk

A Maersk opera uma frota de 668 navios, próprios e fretados, com uma idade média de nove anos, e mercê da compra da companhia germânica acrescenta-lhes 105 navios com uma média de seis anos.

Juntas, as duas frotas representam uma capacidade de 4,15 milhões de TEU, calcula a Alphaliner.

Como se isso não bastasse, a analista sublinha que a Maersk tem encomendados 20 navios, num total de 261 mil TEU de capacidade, para serem entregues até ao fina de 2018. Entre eles contam-se seis Triple-E de última geração, de 20 600 TEU, seis navios de 15 200 TEU e sete unidades de 3 600 TEU.

Por seu lado, a Hamburg Süd aguarda a entrega de cinco navios de 19 150 TEU.

A compra da Hamburg Süd, por 4,4 mil milhões de dólares, foi a maior aquisição da história da Maersk Line. A companhia dinamarquesa estima retirar 350-400 milhões de dólares de sinergias do negócio, a cada ano, a partir de 2019.

 

Comments are closed.