Por causa das quebras nas tarifas e nos volumes transportados, a Maersk Line deverá lucrar este ano apenas 1,6 mil milhões de dólares, menos 600 milhões do que inicialmente previsto.

Maersk

No comunicado em que emitiu o “profit warning”, o grupo dinamarquês justifica-o com a deterioração do mercado, maior do que o previsto, no final do terceiro trimestre e, também, já em Outubro. E não se antecipa uma recuperação até ao final do ano, avisa.

Os resultados do terceiro trimestre só serão divulgados no próximo 6 de Novembro, mas no entretanto já se sabe a tarifa média por FEU caiu de 2 679 dólares para 2 1 63 dólares, ao passo que os volumes transportados até subiram muito ligeiramente, de 2,401 milhões para 2,427 milhões de FEU.

A perda de 600 milhões de dólares de dólares nos lucros estimados para o exercício em curso deverá resultar de uma quebra de 100 dólares na tarifa média (custará 500 milhões de dólares) e de um recuo de 100 mil FEU nos volumes transportados (custará 100 milhões de dólares), ambos apenas na segunda metade do ano.

Ainda assim, e tentando contrariar a tendência, a Maersk Line anuncia para Novembro um aumento das tarifas no Ásia-Europa para os 1 000 dólares/TEU, o que representa quintuplicar o actual nível de preços.

Comments are closed.