A anunciada revisão da oferta global da aliança 2M, que se tornará efectiva a partir de Setembro, não afectará a actividade em Sines da Maersk Line e da MSC, as duas parceiras no acordo de partilha de navios.

MSC Zoe

No que toca às ligações entre a Ásia e o Norte da Europa, o Terminal XXI continuará sendo o primeiro ponto de escala europeu do Lion Service, agora com um tempo de trânsito melhorado desde o Extremo Oriente (28 dias desde Ningbo, o primeiro porto da rotação).

Já no relativo à oferta entre o Mediterrâneo e a América do Norte, o porto português mantém a presença nas rotações do MedUSEC e do MedGulf. Em ambos os casos, Sines será o último porto europeu à exportação. Já no sentido eastbound, à importação, o Terminal XXI será a primeira paragem do MedGulf e a última do MedUSEC.

A oferta combinada da aliança 2M para as ligações entre a Ásia, a Europa e os EUA comportará 22 serviços, envolvendo um total de 193 navios.

As mexidas agora anunciadas são justificadas com a constante monitorização dos mercados e a necessidade de adequar a oferta à procura.

Ainda há poucos dias a Maersk Line e a MSC anunciaram o fim do serviço AE9 / Condor, que passará a ter um carácter sazonal, se e quando o mercado o exigir.

Tags:

Os comentários estão encerrados.