Até ao final do ano, a Maersk Line deverá encomendar 20 porta-contentores de 18 mil TEU, avança o Lloyd’s List.

A imprensa internacional adianta que ainda será necessário muito trabalho de design com diversos estaleiros sul-coreanos para a execução de uma encomenda que pode valer perto de quatro mil milhões de dólares.

Construtores como a Hyundai Heavy Industries Co., a Samsung Heavy Industries Co., a Hanjin Heavy Industries & Construction Co. e a Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering Co. já foram abordados e disseram à imprensa internacional terem reservado já espaço para construir os equipamentos.

Segundo a Bloomberg, os navios custarão 200 milhões de dólares cada e poderão ser alimentado a gás natural liquefeito. O pedido inicial será para dez navios, com opção para mais dez.

Os navios terão de ser mais compridos e mais largos do que qualquer um já construído, o que obrigará ao desenvolvimento de uma nova geração de pórticos de cais, com um longo “braço” para estender ao longo de 22 filas de contentores.

Os navios terão um design revolucionário, novos sistemas de propulsão e outros avanços tecnológicos que reduzirão consideravelmente os custos operacionais e as emissões poluentes.

Actualmente os maiores navios de contentores em operação têm uma capacidade de quase 15 mil TEU e foram encomendados precisamente pela Maersk.

Os comentários estão encerrados.