Dentro de oito anos, a Alemanha e a Dinamarca estarão ligadas por túnel, com isso reduzindo drasticamente os tempos de viagem para os passageiros e as mercadorias. Os primeiros concursos deverão ser lançados já em Dezembro próximo.

O Fehmarnbelt, assim se chama o projecto, será o maior túnel rodo-ferroviário submerso do mundo, com uma extensão de 19 quilómetros, entre as ilhas de Fehmarn (Alemanha) e de Lolland (Dinamarca).

Quando construída, a nova infra-estrutura permitirá reduzir significativamente os tempos de viagem entre os dois países. Por exemplo, os comboios de mercadorias deixarão de ter de percorrer uma extensão de 160 quilómetros. Os percursos de comboio no túnel demorarão apenas sete minutos, contra os 45 minutos dos actuais ferries. E as ligações entre Hamburgo e Copenhaga demorarão apenas três horas, uma redução de hora e meia.

A Femern A/S, entidade responsável pela realização do projecto, anuncia para Dezembro o lançamento dos primeiros concursos, relativos à construção de uma subestação no lado dinamarquês e a instalações mecânicas e eléctricas de apoio à operação.

Se tudo correr como planeado, o túnel rodo-ferroviário entre a Alemanha e a Dinamarca estará operacional em 2021.

Comments are closed.