Em 2014, foram mais de seis milhões os pesados de mercadorias que passaram os Pirinéus, entre Espanha e França. Mais do dobro do tráfego anual dos Alpes franceses.

cartetrmalpespyrenees

Os Pirinéus registaram, entre 2010 e 2014, mais do dobro dos camiões do que os Alpes franceses. De acordo com um estudo publicado pelo Ministério do Ambiente, da Energia e do Mar francês, em 2014 passaram pelos Pirinéus 6,1 milhões de veículos pesados (mais 2,2% face a 2010) contra 2,6 milhões pelos Alpes franceses (menos 3,6% no mesmo período).

Considerando o tráfego de mercadorias, medido em tonelagem, a tendência é semelhante. Em 2014, nos Alpes do Norte a queda foi de 6,4% e nos Alpes do Sul de 1,1%. Pelo contrário, nos Pirinéus houve um crescimento de 2,2%.

Segundo a análise, o maior registo dos fluxos nos Alpes, em 2014, verificou-se as trocas comerciais entre França e Itália (58%), seguidas de Espanha e Itália (16%) e França e Suíça (7%). Já nos Pirinéus, sem surpresa, as trocas entre Espanha e França lideram com 47%. As cargas entre Espanha e Alemanha representam 14% e entre Espanha e Itália 10%. Seguem-se as trocas entre França e Portugal (4%).

Por nacionalidade das matrículas, 71% dos veículos pesados que passaram os Alpes em 2014 eram italianos, franceses e espanhóis. Já nos Pirinéus, 80% dos veículos tinham pavilhão espanhol, português e polaco. Só 4% dos veículos tinham matrícula francesa.

 

 

 

Tags:

Comments are closed.