Pelo segundo mês consecutivo, a MAN liderou as vendas de pesados de mercadorias em Portugal, tendo registado 30 veículos em Fevereiro e com isso elevado a sua conta anual para as 94 matrículas (mais 141% em termos homólogos).

Em Fevereiro, foram matriculados 144 camiões, mais 11,6% que os 129 do mês homólogo de 2013. Curiosamente, todas as marcas que registaram resultados positivos cresceram 100% em mais. Além da MAN, também duplicaram as vendas a Iveco (de oito para 16 veículos) e a DAF (de dois para quatro), enquanto a Scania fez melhor e cresceu 111% (de nove para 19 matrículas). A Mitsubishi matriculou nove veículos, quando há um ano ficara a zeros.

Na inversa, a Volvo recuou 41,7% (passou de 48 para 28 registos), a Mercedes cedey 23,8% (de 21 para 16), a Renault Trucks 21,1% (de 19 para 15) e a Toyota 20% (de cinco para quatro).

No acumulado dos dois primeiros meses do ano, o mercado nacional de camiões cresce 38,9%, com 425 veículos matriculados. A MAN lidera destacada, a crescer 141%, com 94 matrículas e uma quota de mercado de 22,12%.

Mas há marcas com melhores performances relativas. A Mitsubishi cresce 228,6% para 23 registos; a Iveco 169,2% para 35; a Toyota 155,6% para 23; e a Scania 128% para 57 matrículas.

A Mercedes é segunda no ranking nacional, com 65 vendas (mais 47,7% em termos homólogos) e uma quota de mercado de 15,29%, enquanto a Volvo é terceira, com 61 veículos (menos 39%) e uma quota de 14,35%. A outra marca do grupo sueco, a Renault Trucks, também cai, 8,6% no caso, para as 53 matrículas. E a DAF recua 22,2% para as sete viaturas.

Comments are closed.