A MSC Portugal acaba de reforçar a sua estrutura directiva com a nomeação de Marco Vale para a administração, com responsabilidades na gestão diária da empresa e das subsidiárias MSC Terminal do Entroncamento, MSC Logistics e MSC Rail.

Carlos Vasconcelos, fundador e administrador da afiliada nacional da MSC, justifica as mudanças com o novo ciclo económico que se adivinha. “A retoma e a confiança estão a ganhar terreno e estamos convencidos que assistiremos a uma viragem no ciclo de crescimento do país. Queremos acompanhar este crescimento e estar preparados para responder às crescentes exigências do mercado”.

Marco Vale, até aqui Director de Operações e de Logística da MSC Portugal agora administrador, assume a responsabilidade sobre as direcções comerciais, operacionais e financeira do Grupo MSC, bem como sobre as áreas de recursos humanos, tecnologias de informação e acompanhamento no desenvolvimento de novos projectos.

O engenheiro naval de formação (IST Lisboa), há 14 anos na empresa, diz ter aceite “o novo cargo que me foi proposto com muito orgulho e satisfação. O desafio é extremamente aliciante”. E acrescenta: “a actividade portuária é cada vez mais importante na recuperação do país e as recentes notícias sobre os investimentos em infra-estruturas são muito animadoras”.

Carlos Vasconcelos assume doravante a presidência dos Conselhos Estratégico e Executivo, com responsabilidades na gestão institucional e corporativa, de representação, comunicação e estratégia.

A MSC Portugal reclama a liderança nacional na movimentação de contentores, muito por culpa da sua actividade em Sines, onde no ano passado aumentou em 36% as escalas e mais do que duplicou as operações de transhipment. A MSC realiza 15 escalas semanais no Terminal XXI.

Comments are closed.