A DHL mantém os planos para Lisboa, mas o certo é que em Setembro próximo a companhia disporá de um hub para África no aeroporto de Marselha, enquanto o terminal da Portela ainda não começou a ser construído.

DHL - Porto

Se tudo correr pelo melhor, o terminal da DHL no aeroporto de Lisboa deverá começar a operar no final de 2016, princípio de 2017, avança o vice-presidente da companhia responsável pela rede e aviação, em declarações ao “DE”.

Ao cabo de dois anos de negociações com o Governo e a ANA, chegou-se a acordo sobre a localização das novas instalações e a DHL trabalha agora na actualização do projecto.

A ideia é manter o investimento na casa dos 6-8 milhões de euros, sendo que o terreno (com espaço disponível para eventual expansão) é arrendado.

Há dois anos a DHL investiu cerca de cinco milhões de euros no aeroporto do Porto e logo anunciou a intenção de fazer o mesmo, maior, na capital. Com o objectivo de servir o mercado nacional e, também, de fazer da Portela um hub para as ligações com África.

Entretanto o tempo passou-se em negociações e a companhia prepara-se para inaugurar em Setembro uma plataforma ampliada no aeroporto de Marselha, que servirá as ligações com África.

Roy Hughes lembra que há diferentes destinos em África, e que “não estamos a construir um terminal para os próximos dois ou três anos, estamos a construir um terminal para os próximos 10 a 15 anos”. Quanto a Lisboa ser uma placa giratória para África, “continuamos a estudar essa possibilidade. Temos a nossa estratégia de crescimento e o investimento em Lisboa dependerá do desenho da nossa rede e dos custos de trabalho, do terreno e da forma mais rápida e eficiente de chegar a estes destinos.”

Os comentários estão encerrados.