A Martinair confirmou oficialmente o que há muito se falava no mercado: vai deixar as operações de passageiros e concentrar-se no transporte de carga.

O movimento era esperado desde que a companhia passou a ser uma subsidiária a 100% da KLM. A Martinair assumiu a operação dos cargueiros da transportadora holandesa e a prazo poderá fazer o mesmo com os da Air France, tornando-se assim num dos maiores playeers europeus na actividade.

No imediato, a Martinair anuncia para o fim de 2011 o termo das operações de passageiros. Justificação avançada: a falta de escala (opera apenas quatro B767) não lhe permite ser rendível no negócio. A mudança custará o emprego a cerca de um terço dos 1 800 funcionários, ainda que a KLM esteja a tentar recolocar alguns.

Actualmente a Martinair opera sete MD-11 cargueiros e quatro B747-ER cargueiros herdados da KLM Cargo. A companhia transportou no ano passado 328 mil toneladas, entre Amesterdão e 31 destinos.

A prazo poderão confirmar-se os rumores que dão como certa a intenção da Air France de transferir para a Martinair a operação da sua frota de cargueiros, constituída por três B747 cargueiros e dois novíssimos B777 cargueiros.

Caso se concretize esse movimento, a Martinair assumir-se-á como um dos maiores operadores europeus de carga aérea, a par da Lufthansa Cargo e da Cargolux.

Os comentários estão encerrados.