O sindicato dos motoristas de matérias perigosas (SNMMP) suspendeu a greve, anunciou o ministro das Infraestruturas. As negociações com a ANTRAM iniciam-se no próximo dia 29.

Afinal, a reunião desta noite não foi em vão. Com a mediação do Governo, e ao contrário do que foi dito pelos protagonistas no final do encontro de 10 horas, ANTRAM e sindicato chegaram a acordo para iniciar as conversações de um contrato colectivo específico para a categoria dos motoristas matérias perigosas. E assim terminou a greve.

O fim da greve é imediato, mas a regularização do abastecimento do país ainda vai levar algum tempo. Três dias de greve bastaram para exaurir as reservas de muitos postos de abastecimento, pelo que será agora necessário um esforço suplementar para repor os stocks.

O SNMMP justifica o levantamente da greve com a “garantia da ANTRAM e do Governo que vamos dar inicio à negociação colectiva de trabalho” e com o “compromisso do Governo e da ANTRAM de que o processo será concluído até ao final deste ano“.

Já Gustavo Paulo Duarte, presidente da ANTRAM, na primeira reacção ao anúncio do fim da greve, centrou-se no regresso à normalidade, que será algo demorado. “Este foi um processo difícil. Sabemos chegar a um entendimento e depois os trabalhadores fazem o que têm a fazer”, disse aos jornalistas.

Recorde-se que no início do processo reivindicativo do SNMPP a ANTRAM rejeitou liminarmente as pretensões dos motoristas, e em particular a reivindicação de um contrato colectivo de trabalho específico.

A primeira reunião entre a ANTRAM e o SNMMP está já agendada para o próximo dia 29.

 

Comments are closed.