A Resende Urbanos acordou com a Câmara de Matosinhos melhorias na sua oferta de transportes em jeito de contrapartidas à manutenção da exploração da rede, a título provisório, até Dezembro de 2019.

Resende

Entre as melhorias acertadas destaca-se a substituição de 19 autocarros de piso elevado por outras viaturas de piso rebaixado e, logo, de mais fácil acesso aos passageiros.

A empresa transportadora diz-se também empenhada em aumentar o número de viaturas com acesso a passageiros com mobilidade reduzida (actualmente, apenas cerca de 60% da frota de 90 autocarros terá tais condições).

Ao abrigo do acordo com a autarquia matosinhense, a Resende lançará uma nova linha, que unirá a zona do Cabo Mundo (no limite norte do concelho, nas imediações da refinaria da Petrogal e junto a uma zona de forte densidade residencial) aos hospitais da Boa Nova e de Pedro Hispano, cruzando praticamente toda a zona Poente do concelho. Será a Linha 124.

Para favorecer a intermodalidade, a operadora de transporte público compromete-se ainda a integrar na rede Andante mais cinco linhas, a saber: 104, 118, 119, 124 e 130.

A Resende Urbanos opera em Matosinhos desde a década de 50 do século passado, detendo uma quota de mercado de cerca de 60%.

 

This article has 5 comments

  1. Só acredito vendo!!! A Resende têm dos piores serviços de transportes que alguma vez vi! Constantes atrasos e péssimo atendimento!

  2. Vai existir melhorias?

    O que eles deviam de melhorar era as condições das camionetas que são miseráveis, só acho engraçado como elas passam nas revisões, as camionetas nem condições para transportarem animais têm, quanto mais pessoas, nalguns casos parece que andamos como se estivesse-mos numa “lata de sardinhas”; têm de melhorar os motoristas mal encarados e mal educados; e o que deviam de melhorar era virem a horas, pois são raros os casos em que as camionetas chegam a tempo, como é possível os utilizadores estarem duas ou mais horas á espera de uma camioneta e os responsáveis, quando confrontados com essas situações, dizem -nos que a culpa é da junta. Pagámos o passe para essas pessoas nos andarem a comer o dinheiro e para nós viajar-mos em condições, que só visto mesmo.

    A RESENDE É UMA VERGONHA, É UM LIXO AUTENTICO!
    JÁ ESTÁ NA HORA DE MATOSINHOS TER UM SERVIÇO DE CAMIONETAS DE QUALIDADE!
    ABRAM OS OLHOS POR FAVOR E FECHAM ESTE ESTABLECIMENTO QUE SÓ TEM COMO OBJETIVO COMER O DINHEIRO DAS PESSOAS!

  3. Se voces nao querem atrasos tem que apanhar o metro sim porque esse e ao segundo… voces pensam que os motoristas passam por cima do transito e dos semaforos e tudo… acordem pa p*** da vida e sejam mais agradecidos a quem vos faz chegar ao trabalho…

  4. Claudia Santos

    A Resende é, de longe, a pior empresa de transportes do país.
    Camionetas sem as mínimas condições, péssimo atendimento, preços elevadíssimos.
    Não têm horários nem respeito pelos utentes.
    É vergonhosa a forma como esta empresa trabalha, e acho curioso que a CMM tenha feito qualquer tipo de acordo e/ou negociação com esta empresa.
    Talvez tenha pesado o busto do Sr Resende, que se encontra à entrada da Ponte Móvel..,
    O Sr. Resende, esse benfeitos da comunidade Matosinhense…. Tenham vergonha na cara.

  5. João Moreira

    No tempo que também operava a empresa A.Maia não havia esta pouca vergonha,eles como deteem o monopólio gozam com a população de Matosinhos