No primeiro trimestre matricularam-se em Portugal 1 224 pesados de mercadorias, mais 9,6% que no período homólogo de 2018.

A Renault Trucks lidera o mercado, com 213 matrículas, uma subida homóloga de 45,9%. Melhor performance face a 2018, só mesmo a da outra marca representada pelo Grupo Auto Sueco, a Volvo, que acumula um ganho de 57% e conta 179 matrículas. É quarta no ranking.

No segundo lugar do pódio está a Scania, com 206 registos, mas a perder 11,2%. A Scania, recorde-se, foi a número um nos últimos anos. O terceiro lugar é da Mercedes-Benz, a crescer 3,3% para 190 vendas.

Atrás da Volvo surgem a MAN, com 147 matrículas (mais 17,6%), a Iveco (108, menos 0,9%) e a DAF (82, menos 27,4%).

Mercedes brilha em Março

Em Março, o mercado nacional de camiões cresceu 2,1% e chegou às 406 matrículas.

Mercedes e Scania registaram 75 veículos cada, com os alemães a subirem 7,4% e os suecos 38,9% face ao mesmo mês de 2018.

Mas a Renault Trucks segurou bem o primeiro lugar conquistado em Fevereiro, tendo matriculado 74 pesados (mais 27,6% em termos homólogos).

Em alta estiveram também, em Março, a MAN (mais 37,1%, 48 matrículas), a Volvo (mais 28%, 64) e a Fuso (mais 27,3%, 14).

Ao invés, a Iveco cedeu 10,7% (25 matrículas) e a DAF recuou 34,3% (23).

 

Comments are closed.