O transporte marítimo de contentores poderá perder este ano 17 milhões de TEU, em resultado da Covid-19, prevê o CEO da SeaIntelligence Consulting.

Lars Jensen partilhou esta sua previsão na rede LinkedIn. O executivo avançou ainda a estimativa de uma consequente perda de 80 milhões de TEU movimentados nos terminais de contentores do mundo. O CEO da SeaIntelligence Consulting fez a sua previsão com base na quebra de 10% que o sector sofreu aquando da crise financeira global de 2008.

Andy Lane, da CTI Consultancy, concorda com a quebra de 10%, mas calcula que os 80 milhões de TEU a menos nos terminais serão, afinal, 70 milhões. Também recordando a crise financeira de 2008, Andy Lane acredita que a recuperação no próximo ano pode ser fenomenal.

“O que vimos depois de 2008 foi um grande aumento no crescimento em 2010, para muito para além dos níveis de 2007, e os efeitos deste problema actual desaparecerão mais rápidos”, prevê Lane. “Portanto, será um ano difícil para todos em 2020, mas talvez venha um bom 2021 pela frente”, assinala o especialista da CTI.

Já o analista-chefe da BIMCO, Peter Sand, está menos pessimista. “Creio que não veremos uma queda de 10%”, afirma, citado pelo “Splash 24/7”. “Vamos fazer figas e acreditar que o coronavírus acabará por parar, mais rápido do que a crise financeira. Uma estimativa cautelosa pode estar numa quebra de 1% a 5%”.

 

Comments are closed.