O mercado português de pesados de mercadorias teve um ligeiro crescimento de 2,8% no primeiro quadrimestre de 2018, com 1 483 matrículas, segundo os dados da ACAP. A Mercedes conquistou a liderança à Scania.

A marca alemã vendeu, no acumulado de Janeiro a Abril, 274 camiões (+112,4%) e a sueca 266 unidades (+18,8%). A terceira marca de camiões mais vendida do ano até ao mês passado foi a Renault Trucks, com 184 matrículas (+8,9%).

Seguem-se no ranking nacional a Volvo (180), a DAF (158), a MAN (156), a Iveco (151), a Fuso (63), a Isuzu (44), a MAN-VW (5) e a Fiat (2).

Em Abril, as vendas de camiões em Portugal cresceram 8,9% em termos homólogos.

A Mercedes foi a marca mais vendida, com 90 unidades matriculadas (+291,3%), à frente da Volvo, com  66 (+164%). O pódio mensal foi fechado pela DAF (+136,8%, para 45 unidades).

Autocarros crescem

Quando ao mercado nacional de pesados de passageiros, em Abril foram matriculadas 36 unidades, mais 38,5% do que as 26 do mês homólogo do ano passado. A MAN, com 11 autocarros, a Mercedes (9) e a Iveco (3) foram as marcas mais vendidas.

No acumulado do primeiro quadrimestre do ano, o mercado nacional caiu 5,3% face ao mesmo período de 2017, com 178 vendas.

A Mercedes (53 matrículas, -14,5%) é a marca mais vendida. MAN (41 unidades, +10,8%) e Iveco (21 matrículas, -16%) fecham o pódio.

Comerciais ligeiros com pequena quebra

Em Abril, foram vendidos em Portugal 3 003 comerciais ligeiros, menos 3,8% do que no mesmo mês do ano passado. Por marcas, a Renault liderou, com 651 unidades (+4,8%), seguida da Citroën (477, -6,3%) e da Peugeot (463, +0,7%).

No acumulado de Janeiro a Abril, o mercado ascendeu a 11 653 veículos, o que representou uma quebra de 1,2%face ao período homólogo de 2017. A marca mais vendida foi a Renault, com 2 320 unidades, mais 10,4% do que no mesmo período do ano passado. Seguiram-se-lhe a Citroën e Peugeot, muito próximas entre si, respectivamente com 1 975 (+2,9%) e 1 947 (+8,5%) unidades matriculadas.

 

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*