O Metro Mondego ainda não tem calendário definido. António Mendonça, ministro das Obras Públicas, avançou que a reprogramação do projecto do metro ligeiro de superfície no Ramal da Lousã e na cidade de Coimbra ainda não está determinada.

O projecto, que vai ligar os concelhos de Lousã, Miranda do Corvo e Coimbra, está a ser analisado pela tutela no âmbito da reprogramação de investimentos públicos do PEC, o que tem causado alguma inquietação na região face a uma eventual suspensão ou adiamento da obra.

“Os projectos estão a decorrer, naturalmente, com todos os ajustes que se impõem face à situação financeira actual”, disse ao “Público” António Mendonça

O Metro do Mondego tem em curso as empreitadas relativas aos troços Miranda-Serpins e Alto de São João (Coimbra)-Miranda, após terem sido levantados os carris daquela linha ferroviária.

Em finais de Julho foi entregue na Assembleia da República uma petição com mais de sete mil assinaturas contra a eventual suspensão do serviço.

 

Os comentários estão encerrados.