António Mendonça inaugura domingo a Linha Laranja do Metro do Porto, entre o estádio do Dragão e Fânzeres, Gondomar.

São mais cerca de sete quilómetros de linha, que representaram um investimento de 135 milhões de euros, e que levam a rede do metro portuense ao único município limítrofe da Invicta que até agora ainda não era servido: Gondomar.

O novo troço integra dez estações, das quais quatro dispõem de parques de estacionamento gratuitos, o maior dos quais, localizado no términus da linha, em Fânzeres, com capacidade para cerca de duas centenas de viaturas.

Na prática, a Linha F, como foi baptizada, faz a ligação directa entre Fânzeres, Gondomar, e a Senhora da Hora, Matosinhos, passando pela Baixa do Porto.

Com mais esta obra concluída, a rede da Metro do Porto aumenta para a casa dos 70 quilómetros e 80 estações. Em curso está agora apenas a obra de extensão da Linha Amarela, em Vila Nova de Gaia, numa distância de poucas centenas de metros.

Novas obras só com a segunda fase da rede. A administração da Metro já remeteu ao Governo todo o processo para o lançamento do concurso. Falta agora a decisão do Executivo, difícil num momento de contenção orçamental.

A presença do ministro António Mendonça na inauguração do traçado, na manhã do próximo domingo, poderá deixar alguma indicação sobre o futuro do projecto. Mas a expectativa não é grande entre os responsáveis nortenhos.

Os comentários estão encerrados.