Sines, e em particular o futuro terminal de contentores Vasco da Gama, tem tudo para ser um elemento chave na relação entre Portugal e China, no âmbito da nova Rota Marítima da Seda, defende a ministra do Mar.

Ana Paula Vitorino esteve hoje na Conferência “Objectivos e Ideais Comuns: 40 Anos de Cooperação entre Portugal e China”, realizada pelo ISEG em Lisboa, e concentrou a sua intervenção nas oportunidades criadas pelo mega-projecto chinês Faixa e Rota (Belt and Road Initiative), que está a criar uma Nova Rota da Seda.

Nesse âmbito, a ministra do Mar sustentou o Porto de Sines – nomeadamente o futuro terminal Vasco da Gama – poderá vir a ser um elemento chave na relação entre os dois países.

O futuro Terminal Vasco da Gama, cujo concurso público internacional será lançado em breve, tem despertado o interesse chinês. Ainda na passada sexta-feira, o Ministro dos Recursos Naturais de Pequim esteve em Sines com a ministra do Mar para conhecer todos os detalhes do projecto.

O dossier foi também falado, há praticamente um ano, aquando da ida de Ana Paula Vitorino a Xangai, onde se encontrou com responsáveis da COSCO Shipping e da SIPG – Shanghai International Port Group, dois dos maiores operadores de terminais portuários do mundo.

“Nesta fase de arranque da iniciativa Faixa e Rota, a maior parte do investimento tem sido concentrado no preenchimento do gap infraestrutural e logístico na conectividade comercial entre os países, na construção de estradas, ferrovias, produção e transporte de energia, e portos. Neste contexto, sendo Portugal e China países parceiros há vários séculos, é natural que Portugal faça parte integrante da Nova Rota da Seda, na sua dimensão marítima”, defendeu hoje Ana Paula Vitorino.

A ministra do Mar sublinhou ainda que, para além de Sines, às empresas chinesas poderão interessar também outros projectos de investimento nos portos nacionais , nomeadamente em Leixões, para onde se anuncia um novo terminal de contentores, ou Lisboa.

This article has 2 comments

  1. luis pereira

    O problema da ministra do mar Ana Paula Vitorino é que promete muito e quase nada faz, passaram já 4 anos e não renegociou as 3 concessões portuárias 1) Leixões & Aveiro, 2) Lisboa & Setúbal, 3) Sines & Portimão, pior, Lisboa está à deriva completamente vazia no que aos contentores diz respeito e Barreiro foi chumbado, ainda bem para defesa dos terminais do porto de Setúbal !!!!

  2. luis pereira

    Como a ministra do mar é amiga dos estivadores comunistas da SEAL os investimentos no terminal 21 foram desviados para o porto espanhol de Valência, mais 1 vez a ministra do mar mete água, 1 vergonha !