O governo de Moçambique aprovou o decreto que estabelece os termos do contrato de concessão do terminal portuário de carvão do porto da Beira à New Coal Terminal Beira, avança a “AIM”.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Henrique Banze, citado pela agência, disse que a medida visa acompanhar o grau de crescimento económico que se regista em Moçambique, particularmente no que diz respeito aos recursos minerais, como é o caso de carvão, que precisa de infra-estruturas capacitadas para o escoamento de enormes volumes.

A modernização do cais 13 porto da Beira e a sua expansão permitirá movimentar anualmente cerca de 20 milhões de metros cúbicos de carga, contra os actuais seis milhões de metros cúbicos, disse Henrique Banze.

O novo concessionário, que reúne capitais públicos e privados, ficará pela construção e operação do terminal por um período de 30 anos, após o que a infra-estrutura passará para a posse do Estado.

As obras de construção do novo terminal deverão prolongar-se por 24 meses.

Tags:

Comments are closed.