Moçambique pretende lançar ainda este ano mais cinco PPP rodoviárias envolvendo exclusivamente empresas nacionais, avançou o ministro das Obras Públicas e Habitação.

Os cinco troços que passarão para a gestão privada e ficarão sujeitos ao regime de portagens são Matola-Boane, Marracuene-Lindela, Vanduzi-Changara, Nampula-Nacala e Monapo-Ilha de Moçambique, acrescentou Cadmiel Muthemba.

O ministro disse ainda que o desenvolvimento de parcerias público-privadas com participação exclusiva de empresas nacionais permitirá a manutenção das condições de circulação e segurança rodoviárias nos referidos troços, com a consolidação do conceito de utilizador-pagador.

Até à data, funcionam em Moçambique apenas dois troços de estradas com portagem: na província de Maputo, sob gestão da sul-africana Trans African Concessions (TRAC), e em Tete, com a Estradas do Zambeze.

Comments are closed.