O governo de Moçambique está à procura de um parceiro estratégico que permita a recuperação da companhia aérea de bandeira Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), informou o administrador executivo do Instituto de Gestão das Participações do Estado (Igepe), citado pelo “Notícias”, de Maputo.

LAM

Raimundo Matule adiantou não ter sido ainda tomada qualquer decisão, “continuando o governo a debater com diversos parceiros formas para recuperar a companhia”, mas acrescentou que ao mesmo tempo que se procura um parceiro estão a ser procuradas formas de reestruturar a LAM, nomeadamente analisando a sua estrutura de custos para determinar onde se pode cortar despesa e onde se pode obter fundos para mantê-la a funcionar.

A recuperação da LAM inscreve-se no trabalho mais amplo de reestruturação do Sector Empresarial do Estado (SEE) moçambicano. A presidente do Igepe, Ana Isabel Senda, adiantou a propósito, também citada pelo “Notícias”, que esse “é um trabalho que estamos a realizar desde 2016 e que inclui a análise de cada uma das empresas, bem como formas para proceder à reestruturação financeira das unidades de produção”.

“O nosso grande objectivo – prosseguiu – é fazer com que as empresas sejam rentáveis a fim de melhorar a sua contribuição para a receita do Estado, que se espera venha a atingir cinco mil milhões de meticais (cerca de 80 milhões de dólares) dentro de cinco anos.”

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.