A Linha de Goba, em Moçambique, vai ter a sua capacidade aumentada com a construção de uma nova ponte sobre o rio Umbelezi, na província de Maputo. A construção está a cargo da Mota-Engil África.

Moçambique - Linha de Goba

A nova ponte substituirá a existente, projectada que foi pelo arquitecto português Edgar Cardoso e que é considerada uma obra-prima da engenharia, mas que está em muito mau estado, a ameaçar ruína total.

A nova ponte será erguida no mesmo local pela Mota-Engil África. O prazo de execução é de 15 meses. O investimento estimado é de 14,7 milhões de euros.

Recorde-se que, aquando da interrupção da Linha de Ressano Garcia, a Linha de Goba chegou a ser considerada como rota alternativa para o escoamento de mercadorias da África do Sul para o porto de Maputo e vice-versa, mas a opção cedo foi afastada devido a problemas de segurança.

Com uma extensão aproximada de 226 quilómetros, entre o Parque Industrial de Matsapha e o porto de Maputo, a Linha de Goba tem capacidade para receber comboios de até 50 vagões circulando a velocidades que variam os entre 50 e os 60 quilómetros por hora.

Tradicionalmente, a Linha de Goba é utilizada como rota de escoamento do açúcar da Suazilândia através do porto de Maputo, com quantidades entre 200 mil e 240 mil toneladas por ano.

Os comentários estão encerrados.