Ainda este mês deverá ser lançado um serviço regular de mercadorias no Corredor da Beira, Moçambique, ligando aquele país ao Zimbabué e à Zâmbia, anunciou o presidente da Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique.

CFM Moçambique

O novo comboio deverá percorrer os mil quilómetros de distância em menos de dez dias, acrescentou Victor Gomes. O arranque da operação chegou a estar previsto para a próxima segunda-feira mas foi adiado, ficando a nova data dependente de uma reunião técnica entre as operadoras ferroviárias dos três países, disse, citado pelo “Notícias”, de Maputo.

O lançamento do novo serviço decorre de um estudo realizado pela associação regional ferroviária (SARA, na sigla em inglês), que aponta para a necessidade da reactivação de um total de 11 “corredores”, tendo sido inicialmente seleccionados oito, o primeiro dos quais é o da Beira.

Nesse âmbito, Moçambique tem contempladas melhorias em quatro linhas, nomeadamente Goba, Ressano Garcia, Limpopo e Machipanda, devendo ligar com o Zimbabué, Zâmbia e, provavelmente, a República Democrática do Congo.

A operação no corredor da Beira envolverá meios técnicos e humanos da Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique, da National Railways of Zimbabwe e da Zambia Railways Limited.

Comments are closed.