Depois de ter feito obras no actual, a Mota-Engil prepara-se para construir o novo aeroporto da capital do Ruanda.

Rwanda's Kigali International Airport's passenger teminal seen from the tarmac

A Mota-Engil garantiu a concessão do novo aeroporto de Kigali, no Ruanda, anunciou a construtora portuguesa em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Mota-Engil África detém 75% da joint-venture que assegurará o contrato de “financiamento, construção, operação e manutenção do novo aeroporto, por um período de 25 anos, extensível a mais 15 anos”.

O projecto do Bugusera International Airport “implica um investimento inicial em construção de 418 milhões de dólares (cerca de 375 milhões de euros)”.

A concretização do contrato está “dependente da obtenção de condições de financiamento”, processo que a Mota-Engil espera fechar até Junho do próximo ano.

O novo aeroporto deverá estar operacional em Dezembro de 2018, com uma capacidade de movimentação de 1,7 milhões de passageiros/ano.

O Bugusera International Airport deverá potenciar a região de Kigali como destino turístico e servir de hub à Ruanda Air, que está em fase de renovação e aumento da frota.

A Mota-Engil iniciou a actividade no mercado ruandês em Outubro do ano passado, com um contrato de 23 milhões de dólares, para a melhoria das infraestruturas de vias de circulação e placa de estacionamento do aeroporto de Kigali.

Comments are closed.