António Mousinho é o único candidato a suceder a si mesmo na presidência da Direcção nacional da Antram. As eleições realizam-se no próximo dia 21.

Continuidade é a palavra de ordem na Antram. Apenas uma lista se apresentou ao sufrágio para os órgãos sociais, mantendo-se praticamente o mesmo elenco que dirigiu os destinos da associação dos transportadores rodoviários de mercadorias nos últimos três anos.

Na Direcção nacional as únicas novidades resultam da rotação de lugares que está a acontecer nas direcções regionais. Nos lugares de eleição directa apresentam-se à reeleição António Mousinho, Armindo Brites e Fernando Torres. João Pires é agora o candidato à presidência da Assembleia Geral, cargo até aqui desempenhado por José António Magalhães, que transita para a presidência do Conselho Fiscal.

Nas regiões já foram eleitos os respectivos órgãos sociais. A excepção foi a Região Centro, onde não se apresentaram candidatos. O novo sufrágio está agendado para 12 de Janeiro próximo.

A Norte, Miguel Gonçalo sucede a Osvaldo José como presidente da Direcção. Osvaldo José foi eleito presidente da Mesa da Assembleia Geral.

Em Lisboa, Jorge Simões ascende de vice a presidente, substituindo António Leitão, que assume a Mesa da Assembleia Geral.

No Sul, o novo presidente da Direcção é Pedro Carrasquinho, sucedendo a Dário Dias, doravante na Assembleia Geral.

Os comentários estão encerrados.