O movimento de mercadorias no porto da Beira, Moçambique, deverá crescer este ano 15%, depois de em 2013 ter avançado 17%, antecipa o administrador-delegado da Cornelder de Moçambique.

O porto da capital da província de Sofala processou no ano passado 184 mil contentores e 6,6 milhões de toneladas de carga geral, dos quais quatro milhões de toneladas de carvão mineral de Moatize.

O incremento da actividade resultará da movimentação de mercadorias de/para Moçambique, e também do processamento de cargas com origem/destino nos países vizinhos, como o Zimbabué, a Zâmbia, o Malaui e a R.D. Congo, acrescentou Carlos Mesquita, citado pelo “CM”.

O porto dispõe, desde Março, de dois novos pórticos, que permitiram mais do que duplicar o ritmo de movimentação de contentores, com isso reduzindo de seis para dois dias o tempo de imobilização dos navios.

Os comentários estão encerrados.