A MSC tem desenvolvido uma estreita relação e parceria com a ENIDH (Escola Superior Náutica Infante D. Henrique) nos últimos anos. Nesse sentido, o Departamento de Engenharia Marítima (DEM) da Escola volta a poder contar com o apoio da MSC para mais um projecto inovador. Trata-se, desta vez, da construção de uma embarcação autónoma com controlo remoto para as suas investigações científicas.

O projecto “Sea2future” de construção da embarcação “USV-enautica1” envolve uma equipa multidisciplinar que investiga todo o processo de concepção e construção de embarcações não tripuladas autónomas ou de controlo remoto (USV – Unmanned Surface Vehicle) com o objectivo final de propor novas soluções nesta área.

Queremos contribuir para a implementação, em Portugal, de um projecto que é uma tendência do futuro. A automação dos portos – sem recurso a intervenção humana – é já uma realidade e muito em breve teremos soluções parecidas no que diz respeito a automação das embarcações”, comenta Marco Vale, Managing Director da MSC Portugal.

Depois de concluída, esta embarcação autónoma servirá igualmente para a continuação de estudos científicos, como por exemplo a captação de dados bio marítimos, dados do fundo marítimo, monitorização da poluição, entre outros, e que estão em linha com a Política de Sustentabilidade e de Responsabilidade Social Corporativa da MSC.

“O caminho para o transporte sustentável envolve comprometimento, inovação e investimento. É por isso que continuamos a investir nas mais recentes tecnologias para proteger os oceanos e o meio ambiente”, acrescenta Marco Vale.

A MSC decidiu formalizar, mediante um protocolo, um apoio financeiro para este projecto, permitindo assim que alunos e docentes apliquem conhecimentos e promovam o desenvolvimento de novas tecnologias capazes de projectar a actividade marítima para novas rotas.

Tags:

Comments are closed.