A MSC chegou a acordo com a Contship Italia para adquirir os 50% que ainda não detinha no terminal de contentores de Gioia Tauro, anunciaram as duas companhias.

MSC e Contship não detalharam os contornos do negócio, que fica ainda dependente das necessárias autorizações. Para ser exacto, a Contship Italia vende a sua participação de 50% na concessionária do terminal, a CSM Italia Gate, à Itaterminaux SARL, subsidiária da Terminal Investment Ltd, controlada pela MSC, que já detém os restantes 50%

O acordo surge apenas duas semanas depois de terem sido anunciadas as negociações entre as partes e pouco tempo mais após o ministro italiano dos Transportes – e a autoridade portuária de Gioia Tauro – ter dado aos dois sócios um prazo de 30 dias para delinearem uma estratégia de recuperação do terminal, sob pena de perderem a concessão.

Na hora do anúncio do negócio, MSC e Contship Italia trocaram elogios e agradecimentos. Mas há muito que eram evidentes as tensões entre os dois parceiros, com prejuízo para a actividade do terminal, que foi caindo no ranking europeu, ano após ano.

Com a passagem do controlo do terminal de Gioia Tauro para a MSC desaparece o último terminal de transhipment independente do Mediterrâneo. Na verdade, porém, tal independência já era mitigada, uma vez que a MSC era o único grande cliente do terminal há já vários anos.

 

Comments are closed.