A MSC e a CMA CGM anunciaram hoje a adesão à Tradelens, a Blockchain desenvolvida pela Maersk e pela IBM.

Com a MSC e a CMA CGM, a Tradelens abrange quase metade do tráfego mundial de contentores

Com as adesões da MSC e CMA CGM, a Tradelens, lançada em Agosto do ano passado, passará a concentrar informação relativa a perto de metade do tráfego marítimo de contentores mundial.

Com mais de uma centena de aderentes actualmente – mas ainda poucas companhias de navegação -, a Tradelens já processa mais de dez milhões de eventos e milhares de documentos todas as semanas, de e para carregadores, transportadores, transitários, operadores de terminais, autoridades aduaneiras, autoridades portuárias, etc..

A partir daqui, a MSC e a CMA CGM desempenharão um papel significativo no network da Tradelens. Além de irem ter representantes no Conselho Consultivo da Blockchain, actuarão também como “Trust Anchors”, ou “validadores” de toda a cadeia.

“A colaboração digital é uma chave para a evolução da indústria do transporte marítimo de contentores. A plataforma Tradelens tem um enorme potencial para ajudar a indústria a digitalizar a cadeia de abastecimento e desenvolver a colaboração em torno de standards comuns”, justificou André Simha, Chief Digital & Information Officer da MSC, citado em comunicado.

“A digitalização é uma pedra de toque da estratégia do Grupo CMA CGM para oferecer serviços porta-a-porta aos seus clientes. Acreditamos que a Tradelens, com o seu compromisso com os standards abertos e governança aberta é uma plataforma fundamental para a transformação digital”, comentou, por seu turno, Rajesh Krishnamurthy, Executive Vice President, IT & Transformations, do Grupo CMA CGM.

Ontem, recorde-se, foi a vez da Maersk juntar-se à CMA CGM e a à MSC como accionista e cliente de referência da Traxens.

 

Tags:

Comments are closed.