Já há acordo escrito.  A MSC vai adquirir 49% do Grupo Messina, num investimento  de 25 milhões de euros. Faltam agora as autorizações rgulamentares.

Ao cabo de dois anos de negociações, a MSC e o Grupo Messina fecharam o acordo que deverá garantir um novo futuro ao operador italiano, a braços com uma dívida de mais de 450 milhões de euros.

A Marinvest, holding italiana de Gianluigi Aponte (MSC), ficará com 49% da Ignazio Messina & Co e com 52% de uma sociedade de controlo a criar para deter a propriedade de quatro dos oito novos con-ro do grupo italiano.

Em causa estão o Jolly Perla, o Jolly Diamante, o Jolly Titanio e o Jolly Cobalto, quatro navios de nova geração construídos em estaleiros sul-coreanos entre 2011 e 2015.

O programa de renovação da frota será, de resto, a principal razão das dificuldades financeiras do grupo italiano.

Ainda no âmbito do acordo agora firmado, a família Messina injectará cinco milhões de euros na companhia para financiar o relançamento da actividade.

 

 

Comments are closed.